Por outros limites, seguimos!

Ensaio de Juliana Marques FRAGMENTOS. PEDAÇOS DE IDEIAS, PARTES DE SENSAÇÕES, TEM DEMANDA, TEM EXCESSO, TEM COR. PRETA. É O QUE INTERESSA. (Ana Flauzina) Durante a pandemia, além de todas as preocupações com isolamento social, mortes que poderiam ter sido evitadas, agravamento das desigualdades no Brasil, maior dependência de recursos tecnológicos para nossas interações sociais…

Guerra de Mundos & Fraturas Extrativistas na América Latina [evento]

Site do Evento: https://guerrademundos.tramadora.net/ Programação: || Guerra de Mundos&Fraturas Extrativistas na América Latina || 18 de Junho a 23 de Julho || 19h || Horário de Brasília|| O encontro será transmitido pelo canal do Youtube >> IS.GD/guerrademundos ||PROGRAMAÇÃO COMPLETA|| 18 de junho  | Extrativismos e Guerra de Mundos: o lugar do político na América Latina…

Chamada de resumos REACT-2021

Saiu a lista dos Seminários Temáticos aprovados para o REACT-2021. Estamos envolvidos na proposição do: ST-05: Tecnopolíticas, Cosmopoliticas: conflitualidades, modos de saber e tecnologias face ao plantationceno Coordenadores: Henrique Z.M. Parra (UNIFESP/Pimentalab/LAVITS); Alana Moraes (Museu Nacional-UFRJ/Pimentalab/LAVITS); Rafael Malhão (GAEP-UFRGS). Ementa: (english below/español abajo) Se cada forma de vida é indissociável da produção de tecnologias e…

AGENDA 17/06: Grupo de Estudos Pimentalab – Cronograma 2021

O grupo de pesquisa Pimentalab – Laboratório de Tecnologia, Política e Conhecimento realiza encontros regulares de pesquisa e seminários de estudos. As reuniões são abertas a todxs. É só chegar! Nos reunimos nas terceiras quintas–feiras do mês às 19:30hs. Os textos e a agenda desses encontros é sempre atualizada por aqui e na nossa página…

O Anjo da História não usa cloroquina

Ensaio de Eduardo Marangoni Canesin 1. Uma abertura No livro Nós (1924), de Zamyatin, uma personagem diz ao protagonista que as pessoas são como livros: assim como só saberemos o fim de um livro na última página, apenas conheceremos uma pessoa nos seus gestos finais. Essa ideia, contudo, é anterior à Indústria Cultural e sua…

As tecnologias inspiradas na natureza: tecno ou cosmofobia?

Ensaio de Priscila Ambrósio Moreira As ciências naturais se tornaram uma janela para o mundo, sobretudo em condições de confinamento nas cidades. É de lá que se ouve falar sobre os tipos de vacina, qual a porcentagem de floresta amazônica que foi desmatada, em que canto dos oceanos está se acumulando a massa de lixo…

O ocaso de Alison Ugus é mais um fio à rede de nossa milenar resistência

Ensaio de Silvana Leodoro A noite não adormecenos olhos das mulheresa lua fêmea, semelhante nossa,em vigilância atenta vigia,a nossa memória. A noite não adormecenos olhos das mulhereshá mais olhos que sonoonde lágrimas suspensasvirgulam o lapsode nossas molhadas lembranças. i Eram pouco mais de vinte e duas horas do dia 12 de maio, último, uma quarta-feira,…

[artigo] Zona de Contágio: uma ciência da coexistência para o tempo das catástrofes

Publicado no Dossie “Coexistências e cocriações” da Revista Climacom em abril de 2021: MORAES, Alana Moraes; PARRA, e Henrique Z. M. Zona de Contágio: uma ciência da coexistência para o tempo das catástrofes. ClimaCom – Coexistências e cocriações [Online], Campinas, ano 8,  n. 20,  Abril de 2021. Available from: http://climacom.mudancasclimaticas.net.br/zona-de-contagio/ RESUMO:  O artigo apresenta algumas…

Devolver a eles esse grande susto

por Bru Pereira Este ensaio é uma pequena coleção de fragmentos para compor com e a partir de algumas reflexões sobre negridade enquanto um procedimento metodológico, isto é, um conjunto de modos de conhecer — e que atravessa diferentes formas expressivas — em que pensadoras negras “imaginam e praticam a libertação à medida que são…

Tecnologia, Feminismo e Gênero – A ética feminista e o espirito hacker

por Mariana Kauchakje Se em “A dominação masculina”, Bourdieu aponta para a divisão entre os sexos (sua extensa classificação e separação por diferenças biológicas) como parte de um processo de dominação, utilizado para construção de diferenças da ordem social que criam justificativas “naturais” para construções políticas e culturais que fazem com que “o uso desse…

É o “fim” de qual trabalho? automação, padronização de tarefas e alternativas

por Guilherme Henrique Guilherme Esse ensaio surge a partir das reflexões suscitadas pela disciplina de tecnopolíticas no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade de São Paulo. Tendo por pano de fundo a discussão do encontro virtual dedicado ao debate de trabalho, automação e plataformização. Introdução Teses sobre a possibilidade do “Fim do Trabalho”…

A pós-automação e além dela: tem saída?

por Felipe Moda A Pós-automação Este texto tem como objetivo fazer um diálogo crítico com a teoria da pós-automação, desenvolvida por Smith e Fressoli (2021), colocando ênfase, especialmente, na relação entre a tecnologia e a construção de imaginários que rompam com o determinismo sócio-técnico sobre as relações sociais. Nestes termos, buscaremos desenvolver, ainda que rapidamente,…

Revista Pimentalab n.1 – É isso o futuro?

FICHA TÉCNICA Revista do PIMENTALAB — Laboratório de Tecnologia, Políticae Conhecimento da UNIFESPVolume 1, Abril de 2021 Coordenação: Henrique ParraEquipe editorial e produção de conteúdo: Alana Moraes, Bru Pereira, Gustavo Lemos, Jéssica Paifer, Rafael Malhão, Silvana Leodoro Arte da capa: Gibberish Worlds 3, de ori toorProjeto Gráfico e Diagramação: Bru Pereira Apoios: LAVITS; UNIFESP Website…

Cidades, territórios, ontologias, tecnopolíticas

por: Gilberto Vieira Estamos experimentando um exercício interessante: como estudar as cidades a partir de uma ontologia política? Mais ainda: como viver nos centros das megacidades do sul global, tão marcadas pelas violências coloniais, sem nos conectar com outras formas de pensar e experienciar os territórios que habitamos? Os arranjos tecnológicos que definem essas territorialidades…

Virada cibernética e o paradoxo do indivíduo

por: Rebeca Hippertt A “virada cibernética”, para Laymert Garcia dos Santos, constitui o processo pelo qual a informação é transformada em mercadoria. Nesse sentido, o conceito de “informação”, ou melhor, o novo conceito, se apresenta como algo central para a argumentação que o autor desenvolve. A percepção de que o mundo poderia ser transformado em…